• Beatriz Galindo

Afinal, como ficou o antigo art. 475-J?


O 523 promete ser um artigo pra acompanhar o advogado lado a lado, assim como o 475-J foi.


Dentre as novidades deste dispositivo, quero ressaltar duas:


1. O devedor torna-se obrigado a pagar a condenação só após a intimação pelo Diário Oficial, na pessoa do seu advogado (ver art. 513 para consultar as exceções).

2. O credor deve requerer essa intimação, não podendo ser determinada de ofício pelo juiz.

Com isso resolvemos alguns problemas, até então muito discutidos.


A jurisprudência já havia firmado entendimento no sentido da primeira observação, mas deu confusão por muito tempo, com surgimento de 4 correntes doutrinárias à época.


Então, após a sentença transitar em julgado, o credor peticiona requerendo a intimação do devedor para cumprir. O devedor é intimado para pagar em 15 dias, sob pena de multa de 10%.


A segunda observação vai mudar o funcionamento em diversas Varas. Era praxe forense de alguns juízes a intimação do devedor para cumprir a sentença, independente de requerimento do credor. O novo CPC não permite.


Cobrar a dívida é direito disponível do credor.


Aproveite, e veja como funciona na execução provisória.

1 visualização

CONTATOS

CONTATO
RIO DE JANEIRO
NITERÓI

Email: contato@beatrizgalindo.com.br
Tel: (21) 3030-3150

Lagoa Corporate

Rua Humaita, 275, sala 710

Humaita - Rio de Janeiro - RJ

Círculo Offices

Rua Otávio Carneiro, 100, sala 908 - Icaraí - Niterói - RJ

Beatriz Galindo | Advocacia  |  OAB/RJ 160.419